quinta-feira, abril 27, 2006

Perda

É.
Sem dúvida esta vida é repleta de lições, há quem a chame de escola. Eu prefiro encará-la como minha e fazer dela o ‘Melhor Possível’ como diriam os lobinhos que são o mais tenro ramo dentro do escotismo. Mas mesmo assim eu não consigo fazer sempre as coisas da maneira qu’eu desejei.
Um aspecto desagradável da vida talvez seja o de lembrar que inevitavelmente nós somos perenes como muitos rios nordestinos. E essa sazonalidade humana incomoda. Incomoda lembrarmos que pessoas importantes em nossas vidas um dia irão para um limbo. Lugar este que nós na necessidade de amenizar a dor criamos o Céu, o Paraíso ou pras pessoas que não gostamos os lugares opostos.
A nossa raça, talvez pela necessidade, não foi adestrada pela natureza para a perda. Nosso condicionamento é a repulsa pela perda ou perdedor. Talvez seja essa uma razão pra nos doa tanto o sentimento quando perdemos alguém.

Não explicitando nada, mas tentando deixar apenas a mensagem de conforto para aqueles que perderam alguém.


Acredito, baseando-me na minha crença, que devemos aceitar da forma melhor, cada individuo da sua e lembrarmos da pessoa que veio ao óbito da melhor maneira possível. É o mínimo possível e gentil que se pode fazer. Muitas outras coisas como chorar possam ser boas. Mas a mais eficaz é seguir nossas vidas mas sem esquecer o quanto aquela pessoas participou da nossa vida e nós da deles.

Teemu Oikos





Reason: Eu (não o conhecia tanto) e amigos meus perdemos alguém que conhecíamos para um acidente de trânsito. Esta talvez a lição de aceitarmos a perda e sabermos com quem pegar uma carona. :(

2 comentários:

Fantuzzi disse...

Sábias palavras, meu amigo!!!

Abraçoss!!!

Projeto de Poeta disse...

Par'as pessoas que perderam um amigo espero que sejam palavras confortáveis.